quarta-feira, 9 de março de 2022

6 passos para sua empresa reduzir a pegada de carbono

pegada de carbono


A pegada de carbono é a quantidade total de gases de efeito estufa (incluindo dióxido de carbono e metano) que são gerados por nossas ações.

Globalmente, a pegada de carbono média está mais próxima de 4 toneladas por pessoa. 


Para ter a melhor chance de evitar um aumento de 2℃ nas temperaturas globais, a pegada média global de carbono, por ano, precisa cair para menos de 2 toneladas por pessoa até 2050.


Mas qual é o papel das empresas? Ao fazer mudanças como utilizar energias renováveis já é o início de uma grande diferença.


Além disso, existem muitos motivos pelos quais essa pode ser uma boa decisão para sua empresa, por isso neste artigo compartilhamos alguns desses benefícios da redução da pegada de carbono, como medi-la e como reduzi-la.


Como medir a pegada de carbono de uma empresa

Como medir a pegada de carbono de uma empresa

A fórmula para calcular a pegada de carbono de uma empresa é simples: o resultado é obtido multiplicando os dados da atividade (ou consumo) pelo fator de emissão correspondente.


Com base nesta fórmula, existem várias metodologias para calcular a pegada de carbono (UNE-ISO 14064, GHG Protocol, etc).


Pegada de Carbono = Dados de Atividade x Fator de Emissão


Dados de atividade: o parâmetro que define o nível de atividade que gera as emissões de gases de efeito estufa.


Fator de Emissão: quantidade de gases de efeito estufa emitidos para cada atividade.


Os dados de atividade são divididos em alguns escopos principais.


  • Escopo 1: Este é definido como as emissões diretas de gases de efeito estufa controladas por uma empresa. Exemplos disso incluem consumo de combustível, equipamentos, sistemas de refrigeração.


  • Escopo 2: São as emissões indiretas associadas ao consumo de energia adquirido e consumido pela organização. Exemplos incluem iluminação, equipamentos, aquecedores de água e similares.


Entre os escopos principais existe o Escopo 3 que é o que mais se destaca:

O que são emissões de escopo 3?


O protocolo GHG (Greenhouse Gas) classifica as emissões de Escopo 3 como todas as emissões indiretas que resultam de ativos não controlados ou de propriedade direta da organização, mas que ocorrem em sua cadeia de valor. 


É por isso que muitas vezes é chamado de emissões da cadeia de valor, e suas fontes podem incluir emissões tanto a montante como a jusante da organização.


O Padrão de Contabilidade e Relatório da Cadeia de Valor Corporativa (Escopo 3) do protocolo GHG agrupa as emissões do Escopo 3 em 15 categorias dedicadas que incluem atividades de negócios comuns a muitas organizações.


Essas categorias fornecem às empresas uma estrutura para medir, gerenciar e reduzir as emissões em áreas-chave em uma cadeia de valor corporativa.


Algumas das categorias do Escopo 3 (por exemplo, viagens de negócios e deslocamento de funcionários) são mais fáceis de quantificar do que outras (por exemplo, bens e serviços adquiridos ou uso de produtos vendidos), e nem todas as 15 categorias são relevantes para todas as empresas. 


Alguns exemplos das categorias mais importantes são:


  • Bens e serviços adquiridos (com foco na cadeia de suprimentos);

  • Processamento e uso de produtos vendidos;

  • Transporte e distribuição;

  • Resíduos gerados nas operações e tratamento de fim de vida dos produtos vendidos.


Por que a contabilidade de emissões do escopo 3 é importante para as empresas?


Dependendo do setor, as emissões da cadeia de valor podem representar até 80% do impacto ambiental geral de sua empresa. 


Portanto, eles desempenham um papel importante em uma estratégia robusta de descarbonização baseada na ciência em direção ao zero líquido.


Como as emissões do Escopo 3 não estão diretamente sob o controle de uma empresa, elas são difíceis de avaliar. Mas as empresas não podem mais ignorá-las. 


As emissões do Escopo 3 devem ser quantificadas com base em dados confiáveis ​​da indústria e da maneira correta.

 

Sem uma estratégia adequada de Escopo 3, as empresas podem enfrentar danos à reputação devido à lavagem verde, altos custos de capital, riscos financeiros ou até mesmo perder sua “licença para operar”.


Como uma empresa pode reduzir a pegada de carbono?

As empresas geralmente têm a opção de reduzir ou compensar sua pegada de carbono:


  1. Melhorando sua eficiência energética e economizando dinheiro em suas despesas de energia.
  2. Consumir energia renovável e participar na transição para este tipo de energia.
  3. Realização de campanhas de conscientização.
  4. Implementação de uma estratégia de responsabilidade social corporativa.
  5. Investir em projetos ambientais.
  6. Comprando toneladas de CO2 no mercado internacional de emissões.

Achou complicado em como reduzir a pegada de carbono? A Liben pode ajudar você e se responsabilizar por todos os detalhes para que sua empresa tenha mais economia, seja mais verde e ajude a cuidar do meio ambiente.


Como a Liben pode ajudar?
painéis solares

Utilizar recursos de energia renovável é uma das melhores maneiras de economizar na conta de luz de uma empresa pequena. 


Mas aí surgem algumas questões:


  • Você tem espaço no telhado de sua empresa para instalar painéis solares?

  • O telhado tem boa exposição ao sol ao longo do dia, sem sombras de prédios ou árvores?

  • Se o imóvel for alugado, o proprietário permite a instalação do sistema solar?

  • Você está disposto a investir agora em um sistema que pode custar milhares de reais?

  • Caso não possa investir, está disposto a comprometer-se com um financiamento bancário por vários anos?


Se você respondeu “não” para qualquer uma dessas perguntas, temos a solução certa para você reduzir agora sua conta de luz, consumindo energia renovável e sem ter que fazer qualquer tipo de investimento ou obras em sua empresa.


Assinando a Liben, você aluga lotes de uma fazenda solar ou outra usina de energia renovável. Essa usina injeta energia elétrica na rede de sua concessionária local, gerando créditos que resultam em um abatimento na sua conta de luz.


Você continuará sendo atendido normalmente pela concessionária, porém, até 90% de sua demanda de energia será atendida pela Liben, que garante um desconto de até 15% em relação a sua tarifa de energia atual. 


E o melhor de tudo: você não pagará nada até receber os primeiros créditos da Liben na conta de luz da sua empresa.


Isso tudo é possível porque a ANEEL passou a permitir o compartilhamento de usinas pelos consumidores.


Assim, a Liben lançou sua Assinatura de Energia Renovável, buscando facilitar o acesso das empresas a essas usinas que geram uma energia não somente mais limpa, mas também mais barata, garantindo o desconto na tarifa.


Clique aqui para simular sua economia anual e, se gostar, faça sua adesão de forma simples e online.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que significa a nova conta de luz sem bandeira hídrica?

  Se manter atualizado é uma tarefa muito importante para os donos de pequenas e microempresas, porque existem coisas que impactam diretamen...